SAJA e.V.

Sobre
Allan Kardec

A vida de Allan Kardec

Allan Kardec

Allan Kardec (Hippolyte Léon Denizard Rivail) nasceu no dia 3 de outubro de 1804 em Lion, França, de uma antiga família que primava pela justiça e pela lei. Desde sua juventude, ele quis estudar ciência e filosofia.
Ele estudou na Escola Pestalozzi de Yverdun (Suíça) e se tornou um dos mais importantes alunos desse famoso professor e um dos mais zelosos propagandistas de seu sistema educacional, que teve grande influência na reforma educacional na França e na Alemanha.
Antes de o Espiritismo popularizar o pseudônimo Allan Kardec, ele já era conhecido por várias obras educacionais.
Até 1855, Allan Kardec, concentrando-se na questão das manifestações dos Espíritos, dedicou-se às observações desses fenômenos, tentando principalmente deduzir as conseqüências filosóficas.
Ele investigou desde o início o princípio das novas leis da natureza: aquelas que regem as relações entre o mundo visível e o mundo espiritual. Ele reconheceu em sua ação uma das forças da natureza cujo conhecimento iria lançar luz sobre uma miríade de problemas considerados insolúveis, e compreendeu seu alcance do ponto de vista religioso. Diversas publicações foram produzidas sobre esse assunto.
No dia 1º de abril de 1858, foi fundada em Paris a primeira Sociedade Espírita regularmente constituída sob o nome de Sociedade Espírita de Estudos Espíritas de Paris. Foi dedicado exclusivamente ao estudo dos fenômenos que poderiam contribuir para o progresso da nova ciência.
Allan Kardec, um trabalhador incansável, faleceu no dia 31 de março de 1869.

O trabalho de Allan Kardec

Publicações

Seus principais trabalhos sobre este assunto são:

  • O Livro dos Espíritos, primeira edição publicado em 18 de abril de 1857
  • O Livro dos Médiuns, de janeiro de 1861
  • O Evangelho Segundo o Espiritismo, de abril de 1864
  • Céu e Inferno, de agosto de 1865
  • A Gênese: Os Milagres e as Previsões Segundo o Espiritismo, janeiro de 1868
  • O que é o Espiritismo?, publicado em janeiro de 1859
  • Obras Póstumas, que é uma compilação de seus escritos, publicado em janeiro de 1890

A Revista Espírita (Revue Spirit), uma publicação mensal de estudos psicológicos, foi lançada pela primeira vez no dia 1o de janeiro de 1858.

Allan Kardec

As obras mais importantes de Alan Kardec

O Planeta dos Macacos

O Livro dos Espíritos (Le Livre des Esprits - 18 de abril de 1857)

Dos cinco livros básicos que formam a fundação espírita, "O Livro dos Espíritos" é o primeiro, que compila os ensinamentos dos Altos Espíritos dados através de médiuns de diferentes partes do mundo. Ela está dividida em quatro partes e contém 1.019 perguntas feitas por Allan Kardec aos Altos Espíritos. Trata dos ensinamentos espiritualistas de maneira lógica e racional, sob os aspectos científicos, filosóficos e religiosos, assim como dos seguintes tópicos: Deus, a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos, suas conexões com os seres humanos, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o futuro da humanidade, bem como assuntos de interesse geral e de altíssima atualidade.

bilheteria US$ 490 milhões

O Planeta dos Macacos

O Livro dos Médiuns (Le Livre des Mediums - 15 de janeiro de 1861)

O Livro dos Médiuns trata de todo tipo de manifestação dos seres espíritas, dos meios de comunicação com eles, do desenvolvimento da mediunidade e das dificuldades e obstáculos que se podem encontrar nessa comunicação. No livro, Kardec descreve com clareza, entre outras coisas, como verificar se se é médium e, nesse caso, como desenvolver a mediunidade sem inconvenientes e usá-la para um bom fim.

bilheteria US$ 490 milhões

O Planeta dos Macacos

O Evangelho na Luz do Espiritismo (L'Évangile selon le Spiritisme - abril de 1864)

"O Evangelho da Perspectiva do Espiritismo" apareceu em abril de 1864 e explica - levando em conta as explicações do ensino espírita - os ensinamentos morais de Jesus, bem como sua aplicação às diversas situações da vida humana.

bilheteria US$ 490 milhões

O Planeta dos Macacos

Heaven and Hell (Le Ciel et l'Enfer - 1 de agosto de 1865)

Seu principal objetivo é explicar a justiça de Deus do ponto de vista da doutrina espiritualista.
Na primeira parte do céu e do inferno, temas polêmicos como céu, inferno, purgatório, paraíso, anjos, castigos eternos e justiça divina são analisados sem misticismo, superstição e dogma e explicados de acordo com a doutrina espiritualista. A segunda parte contém vários relatos de diferentes seres espirituais, inclusive de antigos nobres, estudiosos, camponeses, criminosos, suicidas e mendigos. Nele descrevem, entre outras coisas, como conduziram suas vidas na Terra, o que causou os problemas de sua existência terrena e a morte de seus corpos físicos, como viveram a transição para o mundo espiritual e em que condições chegaram lá. É, portanto, um livro que mostra como a maneira como eles viveram sua vida na Terra teve um efeito positivo ou negativo sobre suas vidas futuras no mundo espiritual.

bilheteria US$ 490 milhões

O Planeta dos Macacos

Genesis (La Genèse, les Miracles et les Prédictions selon le Spiritisme - 6 de janeiro de 1868)

Publicado em janeiro de 1868, este livro é a última obra básica publicada da doutrina espírita. Nele, três temas são cuidadosamente analisados: O Gênesis bíblico (a história bíblica da criação do mundo), e os milagres e profecias relatados nos Evangelhos.
Nesse livro, Allan Kardec mostra, entre outras coisas, as correspondências do Gênesis descrito na Bíblia - sem as alegorias da época em que foi escrito - com as descobertas atuais da ciência naquela época. Ele explica os milagres sem misticismo, descrevendo-os como fenômenos governados por leis naturais ainda desconhecidas para a ciência. E assinala que, uma vez esclarecidas e reformadas as religiões em conformidade, elas serão perfeitamente compatíveis com a ciência.

bilheteria US$ 490 milhões

"A fé inabalável é apenas isso,
que em todos os momentos da humanidade
da razão
pode enfrentar".

Allan Kardec